Eu estava sentada na cadeira de balanço na sala da república. Olhando pela janela para qualquer humano que passasse por ali. Era divertido sentir o que eles estavam sentindo, ouvir o que eles estavam pensando como se estivessem falando em voz alta. Ok, eu admito. Não era divertido fazer isso com todos. Existem algumas pessoas que tem pensamentos que me assustam, tipo uma loira alta, com cara de boneca, que passou a alguns metros da calçada. No momento em que bati os olhos nela, uma onda de raiva tentou invadir minha mente. Tsc. Não se pode julgar mesmo pelas aparências. Ou melhor, não se deviam julgar uns aos outros. Meneando a cabeça deixei tal pensamento humano ir embora.

Vasculhei com os olhos a praça, senti alguém conhecido se aproximar, alguém bastante conhecido. Zud. Olhei o loiro e ele pareceu perceber que eu o observava, ele acenou para mim. Então olhei para quem estava com ele: Um homem feito, bem vestido, que entregou um papel para Zud. Me foquei no papel. Droga!, pensei e então pedi perdão por pensar tal palavra, mas ainda assim era uma droga. Hunf! Zud tinha guardado o papel sem sequer dar uma lida ou pensado no assunto do que tinha escrito no papel. Eles se despediram e então Zud dirigiu-se na direção da casa. Levantei da cadeira e “deslizei” até a porta, dando uma pirueta - a qual meu vestido rodado e azulado acompanhou - antes de abrir a porta, rindo de mim mesma.

- Está feliz? Rindo do nada? - ouvi Zud perguntar.

Sorri antes de assentir. - Mas eu sempre estou. - respondi, sem perder o sorriso.

Ele riu baixo e meneou a cabeça.

- Salvo quando você… - ele mordeu a parte interna da bochecha e percebi que ele se arrependera de pensar tal coisa.

Suspirei, desmanchando o sorriso.

- Tudo bem.

- Que droga, agora você está triste. - ele franziu o cenho. - Mas espera.

- O quê? - deitei levemente a cabeça para o lado, confusa.

- Não completei a frase! Você está fazendo de novo! - ele apontou o dedo para mim, falando em tom acusatório.

- Eu não! Não estou lendo os pensamentos das pessoas! É que é fácil saber como a frase terminava? - pigarreei esperando que ele não tivesse ouvido meu tom de dúvida.

- Você nunca foi boa em mentir, July. E está se entregando. - ele arqueou o cenho, me encarando.

- Porque eu nunca minto. Você quem está levantando falso testemunho, é pecado, viu? - coloquei as mãos na cintura, tentando ficar com um ar mais sério. E eu estou mentindo, pensei, e ainda não é certo o que eu estou encobrindo também. Dei um suspiro pesado.

- Também é pecado mentir, July. E é feio usar seus poderes pra ler a mente dos outros, você sabe.

- Não estou fazendo nada disso.

- Mas estava há pouco.

- Uhn… - baixei a cabeça e deixei as mãos caírem, desfazendo a pose mais séria que eu queria ter. - Certo, eu admito. Estava.

- Que lindo, se confessando. - ele riu, zombeteiro. - Mas pensa só: E se você perdesse as asas por isso?

- Eu viraria uma humana e perderia os poderes. Você sabe.

Ele tossiu, como se eu tivesse atrapalhado.

- Desculpa. - sorri.

- Então… Disso acho que todo mundo aqui sabe. - ele deu ênfase ao todo mundo e me toquei que ultimamente repeti muito o mesmo discurso sobre o medo de me tornar humana. Ri baixo, pareceu engraçado.

- Vou tentar parar de repetir. É que… Dá medo.

- É, você também já disse isso. Enfim, o fato é que não deve ficar usando esses poderes aí pra invadir nossas mentes.

- Desculpa.

- Tudo bem. - um sorriso satisfeito tomou o rosto dele. Fiquei olhando o sorriso dele por um tempo e depois também sorri.

- Você já parece um homenzinho. Tsc, tsc. - meneei a cabeça.

- Mas o quê? - falou dando uma risada alta depois.

Eu sorri, amava a risada do meu humano.

- Ah! Há dois anos tivemos que te ensinar tudo do zero, como se faz com um bebê e você era pequenininho igual uma criança, e agora!

- July! - ele ria cada vez mais. - Que comentário mais estranho.

- Por que estranho? - mais uma inclinação de cabeça para o lado, por favor. Como eles chamam? “Head tilt”.

- Porque foi aleatório demais.

- Não foi. Foi escolhido à pena.

- E um trocadilho ruim. - ele meneou a cabeça, tentando recompor-se. - Ai, ai, July. Que eu faço contigo, anjo?

Levantei as mãos, dando de ombros, em um gesto que dizia que eu não tinha ideia.

Ele sorriu e então olhou para a escada.

- Eu vou subir. Me trocar que hoje eu vou sair.

- Tem algo a ver com aquele homem com quem você estava falando?

- Curiosa! - ele riu e assentiu - Na verdade, tem a ver com o que ele me deu. - ele pegou o papel e me mostrou. - Já que você não quer me falar sobre o que o nome Sebastian te diz. Vou num lugar que possam me dizer.

- Humm, posso ir junto?

- Acho que sim.

Ele se dirigiu à escada e começou a subir. - Desço em alguns minutos.

- Ok… - estreitei os olhos. O que afinal ele achava que podia fazer o homem lhe falar sobre o Sebastian. Meneei a cabeça - Esses humanos acreditam em tudo mesmo.

kimplex:

Sentiu-se quase aliviado ao tirar a camisa. Queria ter previsto a chegada de Myeht e estar limpo e arrumado. Poderia ter feito um jantar, um lanche, bebidas, musica… Qualquer coisa. Gostava dela, afinal e sempre queria satisfazê-la. Insegurança não era uma coisa que rondava Vanuck. Era com certeza sempre muito bem seguro de si e seus truques sedutores, mas não desejava só seduzir Myeht. Desejá-la tê-la por perto. Tinha insegurança sobre ficar perto dela e acabar falando demais.

Read More

A loira ficara imóvel, acompanhando o olhar dele correr pelo corpo dela e esboçou um sorriso malicioso, esperava que ele tivesse gostado, mas não conseguiu ler reação alguma no rosto dele.

Read More

hipstergay:

.

posted 1 year ago with 955 notes
» via,
» Eric

hipstergay:

.

posted 1 year ago with 4,221 notes
» via, ©
» Yvan

posted 1 year ago with 573 notes
» via, ©

posted 1 year ago with 3,758 notes
» via,

psychadeliachild:

Chace Crawford @ The Weinstein Company Academy Award Party (february 23rd)

psychadeliachild:

Chace Crawford @ The Weinstein Company Academy Award Party (february 23rd)

posted 1 year ago with 63 notes
» via, ©
- If you walk out don’t be here when I get back.
- Don’t worry. I’m already gone.

posted 1 year ago with 44 notes
» via,

lolsupreme:

logan stop

lolsupreme:

logan stop

T H E M E
http://static.tumblr.com/ownm0c0/PH8mhx8ep/myeadam.gif